CNPJ Senha  


 

Sindicato dos Empregados no Comércio de Bebedouro
BASE TERRITORIAL - SEDE: Bebedouro - Monte Azul Paulista - Pirangi - Pitangueiras - Taquraral - Terra Roxa - Viradouro
Filiado à Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo


02 de julho de 2022
+ Enquete
Voce Concorda com o Fechamento Total do Comercio ?
Sim
Não

+ Clima e tempo
 
  Página Inicial » Voltar » Quem Somos



Quem Somos

QUEM SOMOS



   Conceito: Sindicalismo é o movimento social de associação de trabalhadores assalariados para a proteção dos seus interesses. Ao mesmo tempo, é também uma doutrina política, segundo a qual os trabalhadores agrupados em sindicatos devem ter um papel ativo na condução da sociedade.

   Sindicato dos Empregados no Comercio na cidade de Bebedouro(SP): Em Bebedouro-SP, a história do sindicalismo dos comerciários é recente, estando prestes a completar duas décadas, visto que,  sua placa de fundação oficializou seu marco inicial como 21.09.1990.
   A atual administração, presidida pelo Senhor Ricardo Augusto lainetti Figueredo , ciente de seu papel social no município e nas cidades vizinhas que integram sua base territorial, trabalha com afinco, através do envolvimento e empenho de toda a sua equipe, para ser útil ao comerciário não apenas nas questões relativas ao dissídio que é anualmente negociado, mas também, para oferecer diariamente, serviços e bens(gratuitos) de qualidade, nas áreas de: -  saúde odontológica; jurídica, entretenimento e lazer; educação e estímulo ao integranfe desta categoria profissional tão tradicional no Brasil e no mundo, os comerciários, que integram seu quadro de sócios e também os não-sócios. 

   Sindicalismo no Brasil: No Brasil, com a abolição da escravatura e a proclamação da República, a economia se diversificou, e as atividades manufatureiras surgiram nos centros urbanos e no litoral brasileiro, atraindo levas de imigrantes vindos da Europa. Os trabalhadores que então migravam tinham uma experiência de trabalho assalariado e de um leque de direitos trabalhistas conquistados no mundo desenvolvido. Chegando ao Brasil se deparavam com uma sociedade atrasada no quesito direitos e com práticas escravocratas. Rapidamente esses homens começaram a se organizar, formando o que viriam a ser os sindicatos.O movimento sindical efetivou-se basicamente no século XX, em decorrência do processo de industrialização, e esteve ligado a correntes ideológicas como o positivismo, o marxismo, o socialismo, o anarquismo, o Anarcossindicalismo, o trabalhismo vanguardista, e o populismo.


    O movimento sindical mais forte no Brasil ocorreu em São Paulo, onde os imigrantes integravam a massa de trabalhadores das fábricas e indústrias. Os sindicalistas ativos eram os anarquistas italianos que, surpreendendo os governantes, desencadearam uma onda de rebeliões, que foi contida por uma violenta repressão policial. No Rio de Janeiro o movimento sindicalista foi diferente do ocorrido em São paulo. Suas preocupações estavam em causas mais imediatas como a melhoria de salários e a diminuição do horário de trabalho, portanto tal movimento não visava a uma transformação da sociedade através dos sindicatos, princípio básico do Anarcossindicalismo.

   Em 1930, o Governo Federal criou o Minstério do Trabalho e em 1931 regulamentou, por decreto, a sindicalização das classes patronais e operárias. Criou as Juntas de Conciliação e Julgamento e, com a promulgação da Constituição do Estado Novo, a unicidade sindical.
Origem Histórica do Sindicalismo no Mundo:  O sindicalismo tem origem nas corporações de ofício na na Europa medieval. No século XVIII, durante a revolução industrial na Inglaterra, os trabalhadores, oriundos das indústrias têxteis, doentes e desempregados juntavam-se nas sociedades de socorro mútuos.
   Esta revolução teve um papel crucial no advento do capitalismo, pois, devido à constante concorrência que os fabricantes capitalistas faziam entre si, as máquinas foram ganhando cada vez mais lugar nas fábricas, tomando assim, o lugar de muitos operários, estes tornaram-se o que é chamado "excedente de mão-de-obra", logo o capitalista tornou-se dono da situação e tinha o poder de pagar o salário que quisesse ao operário.
   É neste momento que surgem duas novas classes sociais, o capitalista e o proletário, onde o capitalista é o proprietário dos meios de produção: ( fá bricas, máquinas, matéria-prima). Por outro lado, o proletário, que era proprietário apenas de sua  força de trabalho, passou a ser propriedade do capitalista, que pagava salários cada vez mais baixos para obter mais lucros, forçando o proletário a trabalhar em uma jornada de trabalho que chegava até 16 horas.
   É através desta situação que o proletariado percebe a necessidade de se associarem e, juntos, tentarem negociar as suas condições de trabalho. Com isso surgem os sindicatos, associações criadas pelos operários, buscando lhes equiparar de alguma maneira aos capitalistas no momento de negociação de salários e condições de trabalho, e impedir que o operário seja obrigado a aceitar a primeira proposta feita pelo empregador, ou seja, a que ele é mais prejudicado.















 
 
+ navegação + localização + acesso rápido
- Quem Somos
- O Presidente
- Homologação
- Sócios
- Contabilistas
- Eventos
- Utilidades
- Empregos & Serviços
- Jurídico
- Entretenimento & Lazer
- Arte & Cultura
- Enquetes
- Comentários
- Conveniados
- Classificados
- Dúvidas/Perguntas

Sindicato Dos Empregados No Comércio De Bebedouro
Rua Antônio Alves de Toledo, nº 886, Centro
Bebedouro/SP | Cep 14701-110

Tel/Fax: 17 3313.1973 / 99236.1405 / 99236.1404
comerciariosbebedouro@outlook.com

comentarios   sócios   perguntas   o presidente   eventos   enquete   enquete   contabilistas   eventos   utilidades  

Copyright© 2022 - SIN - Sindicato Dos Empregados No Comércio De Bebedouro
Filiado à Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo
Desenvolvido por Lime Web

Acessos do dia:
Total de Acessos : 3